Renato Ritton

3 Desvantagens Perigosas de Ser o Mais Inteligente da Sua Turma…

Facebook ADS

Será que ser a pessoa MAIS INTELIGENTE de uma determinada área pode fazer você gerar MENOS resultados?

A resposta é SIM, e nesse post eu vou explicar porque!

Em 1953 dois caras chamados James Watson e Francis Crick fizeram o que foi discutivelmente a descoberta científica mais importante do nosso tempo!

Eles descobriram a estrutura de Dupla Hélice do DNA, isso é, eles compreenderam como a informação genética da vida era organizada…

E dai?!

Pois é, 50 ANOS DEPOIS da descoberta, o Watson deu uma entrevista sobre os aspectos que levaram ele e o seu amigo a atingir o tal feito…

Para começar ele mencionou a importância do FOCO e PAIXÃO sobre o assunto…
(até ai tudo bem, nada de novo… )

CONTUDO…

… segundo ele o FATOR MAIS DECISIVO DA DESCOBERTA foi que ele e o seu parceiro NÃO eram os cientistas mais inteligentes que estavam a procura daquela resposta…

“COMO ASSIM?!”

O Watson falou que a cientista mais brillhante do assunto da época era uma britânica chamada Rosalind.

Só que ela era era tão inteligente que raramente procurava conselhos e inputs… (Afinal para que procurar conselhos quando você se considera a pessoa mais esperta?)

MORAL DA HISTÓRIA?

“Soluções que vem de grupo de pessoas que estão cooperando para encontrar uma resposta TENDEM A SER MELHORES que a solução do melhor resolvedor de problema desse grupo trabalhando em isolamento”

Agora eu alucino que isso acontece por pelo menos 3 razões:
(e a terceira é a mais importante, creio)

# RAZÃO 1
O input de outras pessoas estimula linhas de pensamentos que não seriam desenvolvidas quando se trabalha sozinho.

Eu me lembro que isso acontecia muito com o Médico House daquela série de TV americana. Se você já assistiu a série, pode até se lembrar que o House quase sempre conseguia a resposta para o diagnóstico do paciente de um comentário aleatório de um dos seus ajudantes… Se você nunca assistiu House, vai lá e assiste porque é muito bom Emoticon smile

# RAZÃO 2
Quando uma pessoa trabalha sozinha e perde a vantagem e poder do processamento paralelo, que é o fato de se dividir o problema em subtarefas e executa-las de modo simultâneo. Isso economiza muito tempo na solução de um dado problema…

# RAZÃO 3 (e mais importante na minha opinião) Quando você trabalha sozinho, você perde a vantagem do acesso ao que eu chamo de Inteligência Coletiva…

O seu conhecimento é geralmente derivado da sua experiência não só do seu grau de inteligência.

Para você entender isso basta jogar video game com o seu filho ou sobrinho de 10 anos.

Você vai ver o quanto ele tende a ser melhor que você em um jogo que ele está acostumado a jogar, mesmo que sua inteligência seja mais desenvolvida que a dele…

Ele tende a passar de fase mais rápido do que você, pois (as chances são) que ele já jogou aquela fase umas 200 vezes a mais que você… E isso faz com que ele consiga prever e desviar dos obstáculos mais comuns.

Logo, quando você trabalha em grupo, você tem a possibilidade de possivelmente alavancar a experiência de outros em uma determinada área. Em outras palavras, os outros podem te contar o caminho mais curto, e te falar sobre possíveis obstáculos para que você se prepare. E isso, amigo, pode te economizar ANOS no processo de atingir a suas metas.

Entender e incorporar esse conceito na minha vida, me permitiu atingir o nível de resultados que eu atingi no meu negócio e um espaço tão curto de tempo…

Quando você tiver a oportunidade de me conhecer ao vivo (talvez durante o FL ao de 2016) vai ter a certeza que eu faço questão absoluta de NÃO SER O MAIS ESPERTO DA MESA.

Isso porque se você é o mais esperto da SUA MESA, você está na mesa ERRADA. Tá na hora de procura uma outra…

É isso ai por hoje Emoticon smile

Seja ousado, procure a mesa onde você NÃO é o melhor e defenda sua confiança diariamente com unhas e dentes,
Erico

PS. Pergunta:

No post matinal de amanhã eu estou considerando publicar uma dica muito eficiente para você ganhar o respeito (e até talvez a amizade) da sua oposição. Algo que tem funcionado muito bem para mim…

Você acha interessante esse tópico?

*** Texto retirado do Facebook de Érico Rocha

Centive Avante

Sobre o autor | Website

Renato é casado com a Kelly há 21 anos. Como Coach de Relacionamento, tem como projeto de vida contribuir para que os casais elevem seus relacionamentos a um novo patamar. Renato é certificado Personal & Professional Coaching pela Sociedade Brasileira de Coaching, sócio da empresa Casal em Foco Mudança de Comportamento Ltda. e co-fundador do Blog CASAL EM FOCO. Renato além de empresário é Bacharel em Ciência Contábeis, formado pela Universidade Gama Filho em 1991 com especialização em Auditoria e Perícia Contábil. Renato é também autor dos livros: “Não seja incrédulo, mas homem de fé!”, “O poder do verdadeiro anúncio”, “Se eu me calar, as pedras falarão” e “Atitudes Transformadoras”

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!